Weblog Oficial da
Banda Ponto de Equilíbrio.


Surgida em Dezembro de 1999, em Vila Isabel, Zona Norte carioca, a banda Ponto de Equilíbrio é a união de oito músicos que desenvolveram suas próprias personalidades, alicerçadas no conteúdo da música reggae. Apesar das dificuldades geradas por um mercado onde falta originalidade e sobram modismos passageiros, a banda traz uma nova proposta de conscientização, através da linguagem do autêntico reggae rastafari.



Site Oficial da Banda:
http://www.bandapontodeequilibrio.com.br


Contato:

Dado Brother:
E-mail: dadobrother@uol.com.br

Claudio Roizenblit- "Shimoo":
E-mail: shimoo@terra.com.br


Fã clube Árvore do Reggae!

Site:
http://www.arvoredoreggae.com.br


Banda Ponto de Equilíbrio no Orkut

Comunidades:

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=271105

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=67473



Posts Anteriores

Arquivos


Free Hit Counter
Target Dept Store

Com seis meses de existência a banda gravou seu primeiro Cd Demonstração, que continha as músicas "Árvore do Reggae", "Lágrimas de Jah", "Rastafará" (seus primeiros sucessos) além de "Odisséia na Balilônia" e uma versão própria de "Soul Rebel" de Bob Marley. Logo o público já cantava as músicas nos shows e apesar de totalmente independente, o Cd chegou a ser vendido até mesmo no exterior, divulgando bastante o nome e o som da banda.
O segundo Cd Demo foi gravado em Junho de 2001 e trouxe dez faixas que incluem "Aonde vai chegar", "Ponto de Equilíbrio", "Poder da Palavra" e "Só quero o que é meu", este trabalho rendeu a popularização da banda Ponto de Equilíbrio em escala nacional e em Abril de 2004 foi premiado com o disco de ouro em Guarulhos-SP, que corresponde à venda de mais de 50.000 cópias ao longo de nosso território, sendo possivelmente o Cd Demonstração mais vendido no Brasil.
A banda Ponto de Equilíbrio conquista um público fiel cada vez maior e chegou a se apresentar para 30.000 pessoas (São Miguel Paulista " SP). O conteúdo de suas letras denunciam as desigualdades sociais geradas pelo sistema capitalista, alertando para um chamado espiritual de amor, verdade e justiça e mobilizando o povo na luta por seus direitos. As mensagens são verbais, musicais e corporais e suas apresentações impactantes são marcadas pela interação com a platéia, prendendo a atenção do público e possibilitando a sensação de um bem estar entre mente, corpo e espírito.
A banda, pouco a pouco vem conquistando um espaço cada vez maior no cenário reggae brasileiro, sendo reconhecida hoje como um dos principais expoentes do gênero, realizando freqüentes apresentações em todo o Brasil, principalmente em São Paulo (onde existe o fã clube "Árvore do reggae"), Espírito Santo, Brasília e Goiás e possuindo admiradores em praticamente todos os outros estados.
Vários ícones do reggae nacional estiveram presentes nos mesmos eventos que a banda carioca, como Edson Gomes, Tribo de Jah, Natiruts, Planta & Raiz, Sine Calmon, Mystical Roots, Jahcareggae, Jah Live, Leões de Israel, entre outros.
Esses oito músicos cariocas estão comprometidos com uma militância ideológica e espiritual, no sentido de almejarem uma vida de total irmandade, plantando as sementes de um futuro de paz entre as nações. Independente de sexo, idade, cor ou credo, essa é a missão da banda Ponto de Equilíbrio.

 

:: Reggae ::

Reggae no Brasil, Origem na Jamaica, Cantores e Grupos de Reggae, Filosofia Reggae

Gênero musical nascido na Jamaica, que se consolida na década de 70. Caracteriza-se pela mistura de ritmos percussivos africanos com elementos de mento, música folclórica jamaicana, calipso e ska, que conferem ao estilo um ritmo dançante. Os principais instrumentos que marcam o reggae são a bateria; a guitarra, que faz o contratempo, às vezes acompanhada da caixa da bateria e percussão; e o contrabaixo, cuja sonoridade é semelhante à dos tambores africanos. As letras contêm forte crítica social à situação dos negros jamaicanos, à pobreza no terceiro mundo e à religiosidade. A temática recebe grande influência do movimento jamaicano religioso rastafari, que prega a superação da miséria dos negros por meio da atuação política e espiritual, e que tem no uso da maconha seu elemento de transcendência mística e filosófica. O movimento é iniciado pelo padre jamaicano Marcus Mosiah Garvey (1887-1940), que abandona a idéia de harmonia racial, defendendo que os negros deveriam voltar à África. O nome é uma referência ao imperador etíope Ras Tafari Makonnen, coroado em 1930 e considerado líder espiritual dos mais fanáticos rastafaris jamaicanos por muitos anos. 

Inicialmente, o gênero é tocado nos subúrbios de Kingston, capital do país, onde os negros organizam os sound systems ? bailes comandados por disc-jóqueis (DJs). Os DJs tornam-se figuras fundamentais, como Prince Buster, um dos pioneiros. No fim dos anos 50 surgem os primeiros grandes nomes, como Delroy Wilson, Bob Andy, Burning Espear e Johnny Osbourne, e as bandas The Wailers, Ethiopians, Desmond Dekker e Skatalites. Nessa época, as rádios jamaicanas, dominadas pela aristocracia, recusam-se a tocar reggae ? a música dos desfavorecidos ? e contrata estrangeiros para programá-las. Posteriormente, o ritmo torna-se mais lento e sensual e recebe o nome de rock steady. Em momentos da história do reggae jamaicano, os produtores, como Lee Perry e Coxsone Dodd, são tão importantes quanto os próprios artistas. Os principais nomes são o conjunto The Wailers ? do qual participavam Bob Marley (1945-1981) e Peter Tosh ? e os cantores Jimmy Cliff, Augustos Pablo e a dupla Sly & Robbie. A partir de 1970, o gênero começa a conquistar outras ilhas centro-americanas e o Reino Unido, onde o primeiro grande sucesso é a música I Can See Clear Now, gravada em 1971 pelo norte-americano Johnny Nash. 

Após a dissolução da formação original do The Wailers, em 1974, Bob Marley e Peter Tosh iniciam carreira solo. Marley é responsável por clássicos como I Shot the Sheriff, que alcançou sucesso internacional na versão de Eric Clapton, e No Woman, No Cry, popularizada no Brasil por Gilberto Gil. Peter Tosh faz Legalize It, que pede a legalização da maconha. 

Nos anos seguintes, o ritmo passa a integrar o repertório de músicos como Paul Simon (1942-), Eric Clapton (1945-) e Rolling Stones. Na década de 80, o gênero é fortemente incorporado pelo movimento pós-punk new wave, por nomes como Pop Group, Gang of Four, Specials, Madness, The Selector, X-TC e The Police. Nessa década surge um movimento de negação do rastafarismo, conhecido como ragga (ou raggamuffin), que utiliza muito os sintetizadores e cujas letras falam de sexo e violência. Entre os atuais nomes do reggae jamaicanos estão Ziggy Marley, filho de Bob Marley, Beres Hammond e as bandas Inner Circle, Steel Pulse, UB 40 e Big Mountain. 

Reggae no Brasil ? O Brasil é considerado um dos maiores difusores do reggae. Em São Luís (MA), conhecida como capital do reggae brasileiro, são organizados espetáculos ao ar livre semelhantes aos sound systems jamaicanos ? verdadeiras paredes de caixas de som pilotadas por DJs. O gênero alcança popularidade no país a partir da década de 70, quando artistas como Gilberto Gil (1942-) e Jorge Ben Jor (1942-) incorporam o ritmo a suas músicas. Nos anos 80, Os Paralamas do Sucesso unem o reggae ao rock e a outros ritmos centro-americanos. Surgem ainda bandas que mesclam as influências do reggae a ritmos regionais nordestinos, como o Skank e Chico Science & Nação Zumbi. Um grande número de novos músicos passa a incorporar o reggae com freqüência em seus repertórios, entre eles Zeca Baleiro, Rita Ribeiro, Chico César e Lenine. Nos anos 90 ocorre um crescimento das bandas de reggae. Entre as principais estão Cidade Negra, Tribo de Jah, Nativus, Sine Calmon & Morro Fumegante e Alma D'Jem.

Fonte: http://www.suapesquisa.com/reggae/



Powered by Blogger
AGENDA DE SHOWS DA BANDA
ROLA-PAPO

Atenção todos os que desejarem postar mensagens neste blog:
Por norma os serviços do Blogger.com não admite o uso de termos ou expressões consideradas imorais ou ofensivas. Sendo assim, qualquer mensagem que se enquadre nos termos de censura do Blogger, estarão sujeitas a serem editadas ou excluídas sem prévio aviso.
Agradecemos a colaboração e compreensão dos usuários.

Onde comprar o CD "Reggae a Vida com Amor":

Minas Gerais:

Reggaenacion - Rua Fernandes Tourinho, 19 Loja 109 - Savassi - Belo Horizonte MG
Reggaenacion - Rua Bras bernardino, 18 - Centro Juiz de Fora - MG

Rio de Janeiro:

Nova Friburgo

Galeria do Som com. de CD's - Rua Moisés Amélio, 17 Loja C

Rio Grande do Sul:

República dos CD's - Rua dos Andradas, 1444 - Loja 4 - Porto Alegre - RS

Santa Catarina :

Roots Records - Rua Felipe Schmdt, 249 - Lj 204 - Edifício A.R.S. - Centro
Florianópolis -SC 

São Paulo:

Freedom Reggae - Rua 24 de maio,116-R. Alta lj 35 - São Paulo SP
Johnny B. Good - Rua 24 de maio, 116 - R. Alta lj 14 e 19 - São Paulo - SP
Reggalia Loja Reggae - Rua Siqueira Campos, 690 - Centro - Sto andré - SP
Tel : 4436-4657
Shopping Reggae na Veia - Rua Guaratuba, 77 - Vila Florida - Guarulhos - SP

Por e-mail :

Fã Clube Árvore do Reggae - e-mail dani_lile@arvoredoreggae.com.br
Site da Banda - e-mail cd@bandapontodeequilibrio.com.br